Por: Ricardo Gebeluca | 1 mês atrás

Há muitos anos, conhecia Jocemar Fasolo, vindo de Concórdia e que se estabeleceu em nossa cidade.

Aqui, exerceu suas atividades de INCORPORADOR IMOBILIÁRIO, construindo belos prédios na nossa Orla Marítima. Com o tempo também fez aplicações imobiliárias no vizinho município de Porto Belo e desenvolvimento de pecuária no Estado do Mato Grosso. Sexta-feira, ainda falei com o meu amigo, aqui no edifício Villa dos Corais, onde moro, juntamente com o Neto e outros moradores locais.

Hoje, consternado recebo através de Thiago de Souza, ex-proprietário do jornal A Hora, a triste notícia da morte de meu amigo Fasolo (como o chamávamos). Ainda, não tive coragem de ir no seu velório (Crematório Vaticano, em Balneário Camboriú), devendo fazê-lo amanhã cedo, juntamente com outros moradores do nosso prédio.

O prezado amigo deixou a esposa Edilene Trentin Fasolo e dois filhos: Lucas e Eduardo, que já vinham exercendo suas atividades na empresa familiar, já que Fasolo estava mais envolvido com a fazenda do Mato Grosso, juntamente com outros familiares da sua esposa!

Além da perda de um bom amigo, todos nós sentimos que Itapema também perdeu a sabedoria do grande investidor que soube construir lindos prédios e a preços acessíveis em toda a nossa orla, todos devidamente adequados e devidamente incorporados, sem que qualquer comprador tivesse incomodo com os prazos de suas entregas!

Fasolo, como empresário, sempre foi muito sério em todos os seus negócios e tinha grande crédito moral e financeiro, não só entre nós seus amigos, mas com toda a nossa comunidade comercial e de serviços. Ele tinha grande preocupação com a honestidade na política e sempre procurou participar ativamente do processo eleitoral, prestando auxílio na organização das campanhas políticas locais, ajudando tanto na indicação e nomes para a administração pública, como também sabia retirar-se quando via o governo desencaminhar-se para atividades não-democráticas, pois tinha grande preocupação com a honestidade no dia a dia de cada administração!

Felizmente, embora tenha morrido jovem (menos de 55 anos), teve tempo suficiente para deixar seus filhos e família bem amparados que por certo estão preparados para bem administrar o grande legado que deixa, tanto de valor econômico, como moral, e com capacidade de continuar a ajudar o nosso desenvolvimento social, econômico e político.

Terminando esta homenagem que faço ao amigo que cedo atravessou o Portal da Eternidade, dou os meus sinceros pêsames à enlutada família (Edilene, Lucas, Eduardo e demais parentes), esperando que sua Alma alcance a Paz que todos merecemos no outro lado da vida!

Itapema, 11 de Dezembro de 2017 – Stalin Passos – um amigo.