Por: Ricardo Gebeluca | 22/08/2018

.Imagens de câmeras de monitoramento divulgadas na tarde desta terça-feira (21), mostram o desfecho inusitado de um assalto a um prédio de alto padrão em Praia Grande, no litoral de São Paulo. No vídeo, é possível ver um dos assaltantes despencando de uma altura de mais de três metros, sendo abandonado pelos comparsas e, em seguida, tentando fugir a pé, sem sucesso, já que estava com uma das pernas quebradas. O suspeito, segundo o portal G1 Santos, foi preso em flagrante.

O crime aconteceu no sábado (18), no bairro Guilhermina. A sequência registra a fuga de quatro dos cinco assaltantes, dentro de um carro, que deixaram para trás o comparsa ferido. Nas imagens, é possível ver que os criminosos saem com o carro após terem abordado o dono de um duplex do edifício, onde a quadrilha estava morando há pelo menos uma semana, em um imóvel alugado, observando a movimentação do prédio.

Segundo informações da polícia ao G1, o quinto criminoso, que fica para trás, acaba pulando do teto da portaria do local, onde ameaçou e obrigou a porteira a abrir a entrada dos carros,  para os comparsas entrar. Na queda, porém, ele acaba quebrando uma das pernas, e não consegue se manter em pé. Os outros assaltantes ainda tentam socorrê-lo, mas notando a lentidão do companheiro, e sabendo da proximidade de viaturas da Polícia Militar, acabam o deixando para trás, caído na rua em frente ao prédio.

Logo após as imagens, equipes da PM chegaram ao endereço e o abordaram. De acordo com o delegado Rodrigo Martins Iotti, que registrou a ocorrência, os outros criminosos fugiram e não foram localizados. Já o veículo foi encontrado na rua Doutor João Sampaio, no mesmo bairro. O homem ferido foi socorrido por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado ao Hospital Irmã Dulce, onde recebeu os primeiros socorros.

O crime

De acordo com as informações do G1 Santos, o proprietário do imóvel foi abordado quando saia do apartamento para trabalhar, na manhã de sábado, em Praia Grande. Ele deu de cara com os criminosos, que anunciaram o assalto e pediram o dinheiro guardado no imóvel. A vítima, porém, negou a existência da quantia.

Houve luta corporal e a vítima levou coronhadas na cabeça e no rosto. A esposa e a filha do homem estavam no andar de baixo do imóvel, notaram a movimentação e gritaram por socorro. A quadrilha, então, fugiu sem levar nada. Com medo, eles foram direto para uma das garagens do edifício, onde estava o carro das imagens. A quadrilha teria alugado um apartamento no prédio e, por isso, sabia da rotina do local e, provavelmente, do condômino atacado.

O caso foi registrado na Delegacia como tentativa de roubo com uso de arma de fogo, segundo o G1. Agora, a expectativa é de que e as imagens ajudem os investigadores na localização do restante da quadrilha.

Fonte: Notisul