Por: Felipe | 3 meses atrás

O Citran de Biguaçu, na Grande Florianópolis, foi arrombado na madrugada desta quarta-feira (4). Dois ladrões fugiram com 275 registros de veículos em branco. Segundo o supervisor do Citran do município, Alfredo Rodrigues, os documentos devem ser usados para clonar veículos. O serviço nesta quarta foi suspenso.

“Geralmente são usados para clonar veículos furtados. Invadiram o prédio só para furtar documentos de porte obrigatório”, disse Rodrigues.

Câmeras de segurança registraram a ação dos bandidos, que invadiram o Citran por volta da 0h. Eles estouraram uma porta de vidro, arrombaram outra de ferro, forçaram mais uma dentro do local e fugiram correndo, levando os papeis oficiais.

Esta é a segunda vez no ano que o prédio é invadido. Na primeira vez, os ladrões levaram quase 500 documentos. Após a invasão, as portas foram reforçadas, oito câmeras de monitoramento colocadas, mas ainda assim não impediu a ação na madrugada desta quarta.

O Citran invadido atende mais de 400 pessoas por dia de Biguaçu, Antônio Carlos e Governador Celso Ramos, municípios vizinhos.

Investigação

A Polícia Civil vai investigar o caso. “Vamos instaurar inquérito para apurar a autoria, colher as imagens, buscar testemunhas para apurar a autoria desse delito”, disse o delegado responsável, Alan Amorim.