Por: Ricardo Gebeluca | 28/05/2018

As seis distribuidoras de combustível de Santa Catarina estão bloqueadas nesta segunda-feira (28), conforme o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Santa Catarina (Sindipetro-SC), por causa da greve dos caminhoneiros que completa oito dias. As saídas das carretas com combustíveis estão sendo feitas após negociações entre o governo estadual com os caminhoneiros e também com a participação de sindicatos.

Em Biguaçu, as reuniões são feitas em média duas vezes ao dia. Nesta manhã, um caminhão com combustível destinado às viaturas da Polícia Rodoviária Federal (PRF) saiu escoltado da distribuidora para abastecer carros oficiais da área da segurança e saúde. A quantidade não foi divulgada.

No domingo (27), foram três caminhões com 50 mil litros de combustível para abastecer os coletivos que fazem o transporte na Grande Florianópolis. Um caminhão também foi liberado para a Polícia Militar. No entanto, o abastecimento de postos para a venda direta para consumidor ainda é escasso.

No sábado (26), a Justiça Federal concedeu uma liminar ao Sindipetro-SC para que a saída da distribuidora no Norte catarinense, em Guaramirim, fosse liberada, na altura do km 46 da BR-280. No domingo (27), de acordo com o documento expedido pelo oficial de Justiça, não havia bloqueio no local, por isso não foi preciso executar a liminar.

No entanto, nesta segunda-feira, conforme o Sindipetro-SC, ao menos 10 caminhões estão na rodovia e bloqueiam a entrada da distribuidora. O sindicato disse que está tomando as medidas necessárias para liberar o acesso. A central abastece Joinville e região, cidades em que os postos de combustíveis estão com as bombas zeradas.

As demais distribuidoras seguem fechada por veículos: Biguaçu, Itajaí, Lages, Irani e Içara. A de Içara atende apenas uma rede de postos de gasolina (Shell), as demais, todas as bandeiras do estado. Com informações G1