Coluna Pelo Estado: Especialistas reforçam necessidade das medidas de proteção contra a Covid-19

O rápido aumento dos casos de Covid-19 em Santa Catarina levaram os especialistas a emitirem novo alerta reforçando os cuidados necessários com as medidas protetivas. A Superintendência de Vigilância em Saúde (SUV)destaca que as medidas de prevenção sejam reforçadas e, também, que os serviços de saúde estejam preparados para um aumento expressivo no número de casos. A confirmação da transmissão comunitária da variante Ômicron , quando não é mais possível identificar a origem da infecção, bem como o aumento dos casos de Covid-19 e da procura de pessoas com síndrome gripal aos serviços de saúde fundamentam o pedido. “Com a grande procura da população pelos serviços de saúde, com alguns registros de superlotação, e aumento de testes com resultado positivo para Covid-19, se torna necessário reforçar as medidas de prevenção, assim como os serviços de saúde precisam estar preparados para o aumento na procura por atendimento”, ressalta o diretor da DIVE, João Augusto Brancher Fuck. O cuidado tem apoio da infectologista do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU-UFSC/Ebserh), Patrícia de Almeida Vanny, em texto publicado no site da Universidade Federal de SC. Ela acrescenta a importância de completar o esquema vacinal para garantir a proteção de todos. “Quem ainda não fez, deve procurar a dose de reforço, seguindo a programação anunciada pelas prefeituras”, disse. A infectologista reforça o pedido para que se evite aglomerações, principalmente em locais fechados, preferir ambientes onde haja uma boa ventilação, evitar se alimentar ou consumir bebidas em locais públicos ou em locais onde haja aglomeração de pessoas. Idosos e crianças devem receber proteção extra, tanto para prevenir a Covid quanto casos de gripe. No caso de pessoas que apresentarem sintomas respiratórios, as recomendações são: isolar o paciente imediatamente e procurar os serviços de saúde, principalmente no caso de pessoas imunodeprimidas, idosos e crianças.

Porto de Itapoá
Ao completar 10 anos de operação em 2021, o Porto Itapoá se consolidou como o quinto maior porto do Brasil em movimentação de contêineres. O desempenho geral do Terminal no ano passado foi 13,1% acima do resultado de 2020, com 498 mil contêineres movimentados. Destaques para as importações que registraram um aumento de 23,2% em comparação ao ano anterior e de 17,5% na movimentação de cargas de transbordo. As exportações e a cabotagem representaram um crescimento de 6,9% e de 5% respectivamente. Esses resultados positivos são reflexo da retomada da economia global mesmo diante da crise causada pela Covid-19.

Relp (1)
O senador Jorginho Mello (PL) viajou para Brasília nesta terça-feira (11) levando na bagagem a solução para o impasse criado pelo veto ao projeto de sua autoria que garante a renegociação de dívidas com a União no âmbito do Simples Nacional, o chamado Relp. Desde o veto do presidente Jair Bolsonaro (PL) , o senador, que é presidente da Frente Parlamentar das MPEs, está empenhado em reverter os impactos negativos da decisão, em especial para as Micro e Pequenas Empresas, que são o grande motor da economia.

Relp (2)
Jorginho leva a proposta de redação de uma portaria do CGSN (Conselho Geral do Simples Nacional), que desde a sanção recente de um outro projeto seu, o MEI Caminhoneiro passou a ter na formação entidades representativas dos pequenos negócios, como Sebrae e Conampe. “O Relp foi aprovado por unanimidade, depois de amplamente discutido com o ministro Guedes. As justificativas dadas pela equipe econômica para o veto não fizeram o menor sentido, e induziram o presidente ao erro”, diz o senador, que garante, “vamos reverter”.

Relp (3)
Segundo Jorginho Mello, a ideia é manter o prazo de adesão ao Simples em 2022 para 31 de janeiro. O pedido de adesão continuaria sem mudança, feito online. Em paralelo, uma portaria prorrogaria o prazo para regularização de débitos de 31 de janeiro para 31 de março. “É o tempo que precisamos para derrubar o veto no Congresso”. O Relp (Programa de Reescalonamento do Pagamento de Débitos no Âmbito do Simples Nacional) foi criado com parcelamento em até 15 anos de dívidas de empresas do Simples Nacional e MEIs com a União.

Ministra em SC
A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, e o governador Carlos Moisés estarão em Chapecó quarta-feira (12) às 16h, no Centro de Eventos Plínio Arlindo De Nes para encontro com prefeitos e lideranças do agronegócio catarinense. A intenção é apresentar medidas de apoio aos atingidos pela estiagem. “A ministra quer acompanhar de perto os impactos da estiagem”, informou o secretário da Agricultura, Altair Silva.

Últimas Notícias

Mais lidas