Por: Ricardo Gebeluca | 12/03/2019

Morreu nesta terça-feira (12), aos 74 anos, o ex-presidente do Vasco da Gama Eurico Miranda. O dirigente e ex-deputado federal, pelo PPB-RJ, lutava contra um câncer no cérebro e foi internado pela manhã no Hospital Vitória, na Zona Oeste do Rio.

Conhecido por suas polêmicas e conquistas, Eurico é o mais icônico dirigente da história do clube de São Januário. Atualmente, exercia o cargo de presidente do Conselho de Beneméritos do clube.

De acordo com informações do Globoesporte.com, Eurico foi presidente do Vasco em dois períodos: de 2003 a 2008, e de 2015 a 2017. Também foi vice-presidente de futebol entre 1990 e 2002, tendo participado do período de maiores conquistas do clube, como o Campeonato Brasileiro de 1997, a Copa Libertadores de 1998, a Copa João Havelange de 2000 e a Copa Mercosul de 2000.

O câncer no cérebro foi o terceiro contra o qual lutou Eurico. Antes, já havia superado um câncer na bexiga e outro no pulmão. Nos últimos meses, andava de cadeira de rodas. Recentemente, passou a se tratar em casa, com idas frequentes ao médico.

Repercussão

A morte provocou repercussão no mundo do futebol. Jogadores, técnicos, dirigentes e até desafetos de Eurico comentaram nas redes sociais.

“Faleceu agora há pouco o ex-presidente do Vasco, Eurico Miranda, ele tinha um câncer no cérebro. Eurico foi um dos pouquíssimos amigos que fiz no futebol. Com certeza, sentirei falta de fumarmos um charuto juntos e dos bons papos que batíamos. Meus sentimentos à família”, disse o ex-atacante Romário.

O ex-jogador e hoje comentarista Petkovic também se manifestou: “Lamento muito. É uma tristeza. Controverso sim, alguns gostavam e outros não, mas eu gostava dele.”