Por: Ricardo Gebeluca | 05/12/2018

Secretário de Tecnologia do município apresenta inovações nesta quinta-feira (6) durante Fórum de Cidades Digitais em Florianópolis; Dentro das iniciativas, Itajaí tem potencial para arrecadar R$ 100 milhões com ferramenta de tributação

Os desenvolvimentos tecnológicos, econômicos e inovadores de Itajaí para se tornar uma cidade inteligente serão apresentados a prefeitos e gestores públicos que participam, nesta quinta-feira (6), do II Fórum de Cidades Digitais da Grande Florianópolis, evento realizado pela Rede Cidade Digital (RCD) em conjunto com a Prefeitura de Florianópolis. Utilizar a tecnologia de forma estratégica na fiscalização tributária é uma das apostas de Itajaí, localizada a 90km da capital de Santa Catarina.

Com o objetivo de trazer justiça fiscal, o secretário de Tecnologia do Centro Tecnológico de Informação e Modernização Administrativo de Itajaí, Murilo Sodré, conta que a Prefeitura identificou um potencial de arrecadação de R$ 100 milhões ao analisar contribuintes que possuem dívidas ativas e empresas em situação irregular em relação ao CNPJ. Com a junção do conceito de big data, com mais de 100 bancos de dados disponíveis do município, é feito o cruzamento de dados para fiscalização.

Para Sodré, uma cidade inteligente passa por ações voltadas para aumentar a conectividade do cidadão e no uso da tecnologia que auxilie a tomada de decisões. “A tecnologia tem sido vista pelo governo como estratégia. Muitas das nossas ações têm sido pensadas como forma de agilidade aos serviços públicos para dar conectividade ao cidadão”.

Educação – Segundo o secretário, o município atualmente planejar trazer a tecnologia na grade das escolas municipais, com a inclusão da disciplina “Pensamento Computacional”, mostrando a lógica da informática para os alunos da rede pública. Outra iniciativa é a implantação do aplicativo “Conecta.í”, disponibilizado gratuitamente nas lojas da Google Play e Apple Store. A plataforma possui diversas funcionalidades como a consulta de notas escolares, medicamentos disponíveis, vagas de emprego, impostos a pagar e ouvidoria. O serviço já conta com oito mil usuários cadastrados.

Inclusão digital – Itajaí também foca em conectividade através do Wi-Fi Livre Itajaí, com 12 pontos espalhados pela cidade, disponibilizados de modo estratégico. A meta agora, de acordo com o secretário, é levar conexão aos usuários das unidades básicas de saúde.