Por: Ricardo Gebeluca | 08/02/2019

A Polícia Civil iniciou investigação sobre uma pedreira não licenciada na estrada Alto Pedrinhas, na margem direita do rio Tubarão. A descoberta do local ocorreu porque agentes da Central de Plantão Policial da cidade foram chamados após uma explosão acidental que deixou um homem morto e outro ferido.

Após o incidente, agentes da Polícia Civil e do Exército voltaram ao local onde constataram a existência de explosivos utilizados ilegalmente. A polícia confiscou os materiais e instaurou inquérito com base no Estatuto do Desarmamento, que proíbe o emprego de materiais explosivos sem autorização. O Exército confirmou que a pedreira não tinha licença para funcionamento.

Segundo as investigações, os proprietários do local são três irmãos, dois dos quais estavam envolvidos no acidente. Os três homens teriam alocado o espaço e detonavam as pedras para venda. O sobrevivente da explosão continua em observação no hospital. O terceiro irmão prestará depoimentos à polícia na segunda feira.