Por: Felipe | 04/10/2017

O setor de Investigação e captura (SIC) da polícia Civil de Camboriú prendeu preventivamente, ontem pela manhã, um dos envolvidos no assassinato de Alexandre Ramos da Costa, o Digo, 19 anos. Ele foi morto no dia 16 de agosto, na frente da escola Maria Terezinha Garcia, no bairro Monte Alegre, em Camboriú.

R.R. , conhecido pelo apelido de Gordinho, já está no presídio da Canhanduba. Ele é quem conduzia a moto usada no homicídio. Os policiais analisaram as imagens das câmeras de segurança e R. foi reconhecido. Além disso, aparecerem nas imagens as roupas que ele usava no dia do crime e o capacete. os objetos foram apreendidos na casa de familiares de Gordinho.

O segundo envolvido, Jonathan Juliano Lopes, o Bola, não foi encontrado em casa. No imóvel os policiais apreenderam um revólver calibre .380, que teria sido usado no assassinado. A esposa dele foi presa em flagrante pelo porte ilegal de arma. Jonathan tá foragido.

A vítima Alexandre teria dito, numa abordagem da polícia Militar dias antes de ser morto, que tava jurado de morte pelo PGC. Familiares comentaram que Digo tava com medo de ser morto.