Por: Ricardo Gebeluca | 3 semanas atrás

A Administração do Município de Porto Belo através da Fundação do Meio Ambiente vem por meio desta manifestar a posição quanto à foto publicada na imprensa de uma mancha no Rio Perequê, adentrando ao mar no início desta semana.

A Administração Municipal através da Assessoria de Imprensa foi contatada na quarta-feira (22) por um veículo de comunicação, questionando o fato. A Famap não recebeu nenhuma denúncia ou manifestação alertando sobre o ocorrido. A equipe da Famap foi até o local na quarta-feira ainda pela manhã e já não foi possível identificar qualquer vestígio de mancha no Rio Perequê. A equipe retornou ao local na quinta-feira (23) pela manhã, fazendo imagens aéreas e também não constatou nenhum vestígio de mancha. O Biólogo da Famap Carlos Alberto Rocha percorreu a extensão do Rio Perequê averiguando qualquer modificação no local e não foi identificada nenhuma reação diferenciada.

Em contato com a FAACI – Fundação Ambiental de Itapema, cidade pela qual também passa o Rio Perequê, foi informado que não receberam nenhuma denúncia por parte de populares sobre o ocorrido e também foi contatado primeiramente por meio do veículo de comunicação.

A Famap irá acompanhar o Rio Perequê pelos próximos 15 dias e de acordo com o biólogo, se comparadas às manchas que tem surgido nos últimos anos, esta pode ter sido mais uma vez uma reação comum decorrente das fortes chuvas dos últimos dias, que trazem a água doce de diferentes pontos do Rio, inclusive escoamento de valas de drenagem para o mar.

Em relação às águas do Rio Perequê, a Famap tem realizado ações de combate a esgoto clandestino em todo o bairro Perequê e deve reforçar nas imediações do Rio no próximo ano. A Fundação também tem feito contato com a Administração do Município de Itapema solicitando o mesmo cuidado nas margens do Rio no Município vizinho.