Prefeito de BC faz boletim de ocorrência contra secretária de Saúde de Camboriú e advogada da prefeitura de Porto Belo

O prefeito Fabrício Oliveira, de Balneário Camboriú, registrou boletim de ocorrência contra a secretária de Saúde da cidade de Camboriú, Elizama de Freitas e a advogada Gilmara Monteiro Baltazar, locada no departamento jurídico de Porto Belo. As duas fizeram denúncia ao MP, alegando que o Hospital Ruth Cardoso negou atendimento a pacientes das duas cidades no centro de triagem do coronavírus.

A prefeitura de Balneário, por sua vez, informa que tem provas que os atendimentos aconteceram e pretende processar as duas servidoras. Já Camboriú e Porto Belo afirmam ter provas da falta de atendimento.

Elizama e Gilmara encaminhada a denúncia nos dias 21 de março e 1 de abril. Com a denúncia, uma multa nominal ao prefeito de BC foi expedida, no valor de R$100 mil por cada atendimento negado na rede de saúde a pacientes de outros municípios.

Como o município diz ter provas que os pacientes citados na denúncia foram atendidos, inclusive com internação hospitalar, o prefeito de Balneário e a secretária de Saúde registraram os boletins de ocorrência alegando que Gilmara e Elizama devem responder à justiça por denunciação caluniosa.

Em nota, o município de Porto Belo informou que no dia 21 de março tentou fazer a transferência de uma senhora idosa, com agravamento de condição crônica e dificuldade respiratória, mas houve negativa do médico plantonista do hospital Ruth Cardoso.

Quatro dias depois, Porto Belo tentou novamente encaminhar um senhor idoso, com suspeita de derrame e necessitando internação hospitalar emergencial. “Foi necessária novamente intervenção da secretária de Saúde de Porto Belo, através de contato telefônico para a coordenadora dos médicos do hospital Ruth Cardoso, a qual se posicionou favorável e permitiu o aceite do usuário”, informou Porto Belo.

O município disse que encaminhou todas as provas sobre as negativas ao MP.