Por: Ricardo Gebeluca | 05/02/2019

perspectiva artística da futura usina de reciclagem

Centenas de cidades ao redor do mundo são consideradas “lixo zero” porque possuem 100% de coleta e seus moradores separam o lixo orgânico, o vidro, o papel e o plástico.

Balneário Camboriú possui coleta convencional e seletiva em 100% da cidade e, para elevarmos nosso resultado na reciclagem, é preciso apenas mudança de hábitos.

Imagem genérica sobre reciclagem (Crédito: EBC).

Hoje a cidade recicla apenas 3% do que seria possível e a meta é chegar em 15%.

Essa mudança implica no compromisso da população em separar e armazenar corretamente os resíduos recicláveis para que o caminhão faça a coleta.

Por isso, Balneário Camboriú está deflagrando um ambicioso programa, que ganhará reforço com o mais moderno centro de triagem de resíduos recicláveis do Sul do Brasil, aberta a diversas cooperativas interessadas, gerando emprego e renda com algo que antes era tratado apenas como “lixo”.