Por: Ricardo Gebeluca | 05/03/2020

O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho foi convocado a prestar depoimento nesta quinta-feira (5) no Paraguai, após um procedimento policial no qual foram apreendidos dois supostos passaportes falsificados na suíte em que ele estava hospedado.

A polícia paraguaia informou em comunicado que o procedimento ocorreu depois de uma denúncia do Departamento de Identificação, que detectou que os passaportes paraguaios com os quais Ronaldinho e seu irmão entraram no país foram supostamente adulterados.

O ex-jogador da Seleção Brasileira chegou ao Paraguai na quarta-feira (4) para participar de uma campanha para ajudar crianças pobres e lançar um livro de sua autoria.

O comunicado da polícia informou que, após a operação, os brasileiros estavam em livre comunicação sob custódia na suíte do hotel, localizada nos arredores de Assunção, à disposição dos agentes fiscais envolvidos na operação.

Os agentes também ordenaram a prisão do brasileiro Wilmondes Sousa Lira, de 45 anos, em conexão com o mesmo caso.