Weintraub desmente acusação de Maia sobre quebra de banco

O ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, desmentiu em suas redes sociais uma acusação feita pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de que quebrou o banco Votorantim enquanto trabalhava na instituição.

Em uma publicação feita nesta sexta-feira (19), Weintraub lembrou que trabalhou na instituição por 18 anos e destacou que o banco existe até hoje. Ele também disse que investe em títulos do Votorantim por acreditar em sua solidez.

– Trabalhei no Votorantim por 18 anos. O Banco existe até hoje. Nunca quebrou! Atualmente invisto em títulos da dívida dessa instituição por acreditar em sua solidez e seriedade. Espalhar Fakenews sobre a solvência de uma instituição financeira é muito grave – escreveu

A acusação feita por Maia contra Weintraub aconteceu durante entrevista concedida por ele na tarde de quinta-feira (18). Ao comentar sobre a futura ida do ex-ministro da Educação para o Banco Mundial, Maia disse que Abraham “quebrou o banco”.

– É porque não sabem que ele trabalhou no Banco Votorantim, que quebrou em 2009 e ele era um dos economistas responsáveis – disse.