Por: Redação | 31/07/2020

Prestando serviços de grande impacto social, e sem poder receber o público de forma presencial, as instituições do terceiro setor de Itapema buscam formas de continuar com os atendimentos de forma segura em tempos de Covid-19, por ser a assistência social um trabalho ininterrupto e linha de frente durante a pandemia.

A Casa Madre Teresa de Calcutá mantém seus atendimentos na sede em horário normal, porém com a suspensão de atividades de grupo como as oficinas culturais. O atendimento socioassistencial permanece, garantindo aos usuários da entidade o acesso aos alimentos, doação de roupas, cobertores e fraldas. Além desse atendimento que é acompanhado pela Assistente Social da casa Maria Fernanda Schmitt Bunn, para manter o vínculo com as crianças atendidas, foi criado o Clube do Livro, onde as crianças atendidas, mensalmente escolhem um livro na instituição levam para ler em casa, e entregam no fim mês juntamente com uma resenha da obra escolhida, como incentivo à participação, quem realiza a atividade participa de sorteios de brindes. A instituição também elaborou uma pesquisa com 60 crianças atendidas, residentes nos bairros morretes e jardim praiamar, a respeito do acesso à plataforma de educação e às atividades disponibilizadas, no sentido de entender como está o desenvolvimento escolar dessas crianças.

Casa Madre Teresa

As atividades do Instituto Araxá, seguem também de forma remota, realizando assessorias, formações, palestras pelo projeto Sua Causa, Nossa Causa. No mês de agosto, iniciam as aulas da terceira turma do projeto Capacita Jovem, que está com inscrições abertas até 09 de agosto às 23h59 pelo link https://forms.gle/2zqdrpnx1FddV3gV8 . O curso voltado para a área de vendas, atendimento e comunicação atende adolescentes de 14 a 17 anos e será feito de forma online, com aulas ao vivo.

Instituto Araxá

A escola especial Razão de Viver – Apae Itapema, segue com atendimentos presenciais suspensos, no entanto os alunos continuam com apoio pedagógico através de atividades enviadas semanalmente. Atendimentos de fonoaudiologia e fisioterapia seguem presenciais, sendo atendimentos individuais agendados e com todo equipamento de segurança necessário. O projeto Inclusão pela Arte, leva semanalmente aos 26 alunos participantes os materiais necessários para desenvolvimento das atividades. Alunos da escola também contam com apoio socioassistencial, feito pela Assistente Social da instituição, que leva até as famílias que precisam alimentos vindos do Mesa Brasil e cestas básicas. A fim de manter o vínculo com os alunos, são realizadas chamadas de vídeo com interação da turma, onde atividade de respiração, movimentos e motricidade são realizados coletivamente, à distância.

Reportagem: Instituto Araxá – SUA CAUSA NOSSA CAUSA