Por: Redação | 14/10/2021

A chuva não deu trégua durante o feriadão de Dia das Crianças em Santa Catarina, especialmente na região da Grande Florianópolis. Além disso, 12.007 raios foram registrados desde o início da noite da última sexta (8) até terça-feira (12).

Além disso, 569 relâmpagos ocorreram em cinco cidades da Grande Florianópolis. Entre eles, o município de Santo Amaro da Imperatriz decretou estado de emergência por conta dos estragos causados devido ao alto volume de chuva.

Segundo o coordenador da Defesa Civil, Adriano Medeiros Caldas, houve deslizamentos em diversos pontos da cidade. A parte mais crítica foi a parte sul do rio. “Até o momento, 35 unidades estão sem energia elétrica e três famílias moradoras do Bairro Fabrício foram realocadas”, detalha.

Ainda conforme dados da Elat/Inpe, 217 raios cortaram o céu do município ao longo do quatro dias. Do integral, 131 atingiram o solo e outros 86 ficaram nas nuvens.

Raios em cinco municípios da Grande Florianópolis

Ainda conforme a meteorologista da Epagri/Ciram, Laura Rodrigues, as chuvas persistentes dos últimos dias na Grande Florianópolis e no Litoral Norte foram resultados de um fenômenos conhecido como “lestada”.

A “lestada” é uma circulação marítima caracterizada por um intenso fluxo de umidade transportado do mar para as áreas do litoral catarinense. Segundo a meteorologista, o fluxo de vento interage com o relevo e traz altos volumes de chuva em áreas localizadas.

A Grande Florianópolis registrou o volume de chuvas esperado para todo o mês de outubro em apenas dois dias, com mais de 200 mm entre domingo (10) e terça-feira (12), segundo a Epagri/Ciram. Conforme o Atlas Climatológico de Santa Catarina, costuma chover entre 130 a 150 mm na região.

Em 48 horas, choveu 237 mm em Santo Amaro da Imperatriz, 216 mm em Palhoça e 175 em Garopaba, aponta o monitoramento de chuvas da Defesa Civil.

Informações ND+