Por: Redação | 23/07/2020

Você com certeza já ouviu falar no SUS, mas e no SUAS, já ouviu falar?

Pois bem, o SUAS é o Sistema Único de Assistência Social e funciona com o mesmo propósito do SUS: a unificação dos processos e o trabalho em rede na assistência social, e sim o SUAS é de âmbito nacional, assim como o SUS.

A assistência social, embora tenha sua origem na filantropia e na caridade, não é apenas isso, ela é um direito para todo cidadão que dela precisar. Perceba já pelo nome que se trata de uma assistência que o cidadão tem o direito de receber. No entanto, essa assistência deve ser mediada, sistematizada e acima de tudo, emancipadora, pois a assistência social não é um lugar de permanência, mas sim de passagem, fortalecimento e desenvolvimento de autonomia dos indivíduos.

Assim, nasceu o SUAS, para sistematizar essas ações que até então eram projetos bem específicos e sem diretrizes gerais, ficando a cargo do Estado gerenciar as demandas e levantar os dados necessários para realizar os atendimentos. Porém, o SUAS é composto por duas partes: a rede governamental (Secretaria de Assistência Social por meio do CRAS, CREAS…) e rede privada, composta por Organizações da Sociedade Civil, as conhecidas ONG’s, que nascem com a capacidade de atuar onde o governo acaba não alcançando.

Isso tudo por funcionar como uma teia, o chamado trabalho em rede no SUAS. As necessidades chegam ao CRAS, que tomam as providências necessárias para que esses cidadãos sejam atendidos em saúde, educação, trabalho, qualificação, bolsa família entre tantas outras possibilidades, acionam então os órgãos competentes a auxiliar no que for necessário, seja na rede governamental ou na privada, garantindo assim o acesso aos direitos dessa pessoa ou família.

Para uma entidade do terceiro setor pertencer como agente da rede SUAS, não basta ser apenas uma OSC, mas precisa se enquadrar nas características definidas no sistema: ser atuante na assistência social, e estar cadastrada no Conselho Municipal de Assistência Social do município que atua. Em Itapema por exemplo existem seis instituições de assistência social atuantes na rede SUAS que são: Instituto Araxá, APAE, Madre Tereza de Calcutá, Nossa Senhora dos Navegantes, ADI, e as Irmãs da Pequena Missão para Surdos.

Para entender melhor o funcionamento desse sistema que é imenso, neste sábado 25 de julho às 9h, o Instituto Araxá promove uma palestra: “ E execução do SUAS no âmbito municipal e o uso de protocolos integrados”, com Célio Vanderlei Moraes, que é psicólogo, Mestre em Sociologia Política e professor na Pós-Graduação em Gestão de Serviços do SUAS, na FAPCOM/Paulus- SP. O evento acontece em forma de live no Facebook do Instituto Araxá, aberto a todos, e quem quiser obter certificação, deverá realizar inscrição prévia,  Clicando aqui.