Por: Redação | 01/04/2021

Em uma conversa recente sobre como surgiu a ideia de “gerar” uma ONG da cidade, me deparo com um relato emocionado sobre a história vivida e o desejo de fazer a diferença para os idosos. Com o desejo intrínseco ao existir como pessoa, estava o desejo de transformar a realidade do seu publico alvo. Ali, dentro da sua família foi onde surgiu a demanda, foi onde sentiu o coração apertar e sentiu que algo poderia ser feito. E foi na busca por pessoas que acreditavam na sua causa que o sonho começou a tomar forma.

 “Olhar para os idosos, para que possam viver de forma intensa a sua vida” – foi assim que a presidente Maria Tereza Martinez descreveu o objetivo do seu sonho: a ONG GERAMOR. Para ela, o conceito de vida é ter alegria, prazer, carinho e atenção.

Nessa nova jornada de construção da ONG surge também a oportunidade de trabalhar o propósito da entidade. Para o desenvolvimento deste se faz necessário alinhar aquele sentimento de “fazer sentido”, de preenchimento, de causa, ao objetivo, valores e a missão da entidade. Há uma construção para conseguimos tocar na alma da entidade e traduzir o impacto que a ela quer causar.

Desenvolver o propósito é ajustar pertencimento com a prática, é conseguir ajustar a rota quando se está perdido. O propósito dá força, impulsiona e fortalece a rede tecida. Nós do ARAXÁ, agimos pelo conhecimento para transformar vidas, pautados na autonomia, no conhecimento e no protagonismo.

Você sente que a sua entrega faz sentido no seu dia-a-dia da sua causa? Vamos falar mais a respeito?

Siga a Geramor nas redes sociais e conheça essa instituição de vocação socioassistencial. @associacaogeramor

 

MAYARA MONTIBELER GOTTARDO – Instituto Araxá

Psicóloga – Assessoria em Desenvolvimento Humano

psicologia@instutoaraxa.org