Por: Redação | 15/09/2021

O governo Bolsonaro pretende anunciar nesta quarta-feira, 15, novas medidas do programa habitacional Casa Verde e Amarela. Entre elas está uma modalidade de financiamento de imóvel na qual estados e municípios devem garantir contrapartida de 20% do valor do residencial – que pode incluir o terreno. Em troca, o valor de entrada no imóvel próprio para famílias com renda mensal de até R$ 4 mil será reduzido ou zerado.

A informação foi divulgada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

Os planos serão detalhados em evento no Palácio do Planalto, às 11h, desta quarta, com a participação do presidente Jair Bolsonaro. Segundo o MDR, o Casa Verde e Amarela vai contar com melhorias nas propostas de financiamento já disponíveis no programa.

“O objetivo é adequar algumas métricas ao cenário atual e, com isso, atrair o mercado da construção civil e imobiliário para novas contratações, além de facilitar a contratação de financiamentos para as famílias”, afirmou a Pasta em nota.

As medidas são anunciadas após o Casa Verde e Amarela completar um ano sem decolar por falta de recursos no Orçamento. Como mostrou o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, a entrega de novas casas está abaixo da média dos últimos anos, e até agora zero moradias foram regularizadas ou alvo de reformas.

Nesta segunda-feira (13), o Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) aprovou uma reforma no programa para fazer frente à disparada da inflação das obras. O conselho deu aval a um aumento generalizado nos valores máximos das casas e apartamentos comercializados no Casa Verde e Amarela.