Por: Ricardo Gebeluca | 21/12/2018

Para resolver o problema de falta de água e baixa pressão no Bairro Nova Esperança, a Emasa executou uma interligação na rede de distribuição de água na Rua Edgar Linhares, esquina com a Marginal Leste. A obra faz parte do projeto de expansão da Estação de Tratamento de Água (ETA) e auxiliará no funcionamento da nova adutora construída na Marginal Oeste, que tem a função de fazer o transporte de água do Bairro Nova Esperança.

A rede de 355 milímetros foi interligada na rede de 75mm da Marginal Oeste, aumentado a pressão da água. “Por algum tempo a água do Bairro Nova Esperança não conseguia nem subir nas caixas de imóveis com segundo piso. E essa interligação em conjunto com o funcionamento da nova adutora vai reforçar a pressão e melhorar a distribuição de água no bairro”, disse o diretor-geral da Emasa, Douglas Costa Beber.

Esses ajustes nas ligações de redes estão sendo realizados para que a nova adutora do Bairro Nova Esperança comece a funcionar.”É uma adutora maior e mais moderna, que vai complementar a antiga e aumentar, dar qualidade e rapidez ao abastecimento de água no bairro”, explicou o engenheiro sanitarista da Emasa, Fellipo Ferreira Brognoli.

As adutoras são tubulações responsáveis pelo transporte de água para os reservatórios e para as casas dos consumidores, se tornando uma construção essencial para o bom funcionamento da rede de água na cidade.

Outras obras na rede de água

Além das obras no Bairro Nova Esperança, a Emasa construiu uma nova Estação de Recalque de Água Tratada (ERAT), na Estação de Tratamento de Água (ETA), maior e que atende a demanda do Município. A nova ERAT está em fase de testes e deve começar a funcionar nos próximos dias.