Por: Ricardo Gebeluca | 07/09/2018

Adélio B.S, de 40 anos, foi preso na tarde de quinta-feira (07) após esfaquear o candidato à presidência do Brasil pelo PSL, Jair Bolsonaro durante um ato de campanha em Juiz de fora.

Informações do Jornal O Globo dizem que Adélio já trabalhou em Balneário Camboriú como servente de pedreiro, inclusive movendo uma ação trabalhista contra a empresa da cidade catarinense. Perguntado sobre o motivo de ter esfaqueado o candidato, Adélio contou que “agiu a mando de Deus”.

Fonte: Visor Notícias