Por: Ricardo Gebeluca | 20/03/2020

Em áudio divulgado nas redes sociais, um homem diz que faz parte da equipe de enfermagem do hospital e que os profissionais estavam isolados por conta do vírus. Além disso, ele cita registros de mortes e casos confirmados no município.

O hospital informou na nota que as informações divulgadas neste áudio são falsas e pede que a população considere apenas dados ligados a fontes oficiais.

“Para conhecimento da população, qualquer caso e ou situação envolvendo suspeita por coronavírus, imediatamente às autoridades sanitárias são notificadas”, informou a nota.

Por telefone, o diretor do hospital, Osmar Arcanjo de Oliveira confirmou que durante a manhã um funcionário foi afastado por tempo indeterminado das funções, pois, seria o responsável por disseminar a fake news.

O diretor também afirmou que o homem presta serviço ao HRO através de uma empresa terceirizada. Uma Comissão de Sindicância Interna foi constituída para apurar o caso e, a polícia já foi comunicada sobre a situação.

Município desmente suposto áudio do prefeito

Em comunicado, a prefeitura de Chapecó informou que é falso o áudio que circula em grupos de WhatsApp abordando a situação do coronavírus no Município.

“O áudio é uma tentativa lamentável e irresponsável de imitar a voz do Prefeito Luciano Buligon”, disse o documento.

O município reitera que o momento é delicado e que falsas notícias só geram confusão e distorcem as informações reais que estão sendo levadas com responsabilidade até a população.

Números de Chapecó

O balanço divulgado nesta sexta-feira indica 20 casos notificados em Chapecó, sendo 14 suspeitos e seis descartados. Não há casos confirmados. Trezes pessoas estão em isolamento domiciliar e um caso suspeito em internação hospitalar.

Os números foram comunicados em entrevista coletiva com o prefeito Luciano Buligon e equipe técnica da Secretaria Municipal de Saúde.