Por: Redação | 28/11/2019

Além das belíssimas praias e outros inúmeros atrativos, Itapema proporciona aos visitantes mais uma opção: o ecoturismo. O projeto é uma realização da Prefeitura de Itapema, por meio da Secretaria de Turismo, Cultura, Esporte e Desenvolvimento Econômico, em parceria com a Acolhida na Colônia, associação que oferece consultorias para os agricultores que desejam abrir suas propriedades para o turismo rural, turismo de experiência, alimentação e hospedagem.

Desde fevereiro deste ano, Itapema vem realizando diagnósticos em 06 propriedades localizadas no Alto Areal, Sertão do Trombudo e bairro Ilhota. A intenção era observar se os locais se enquadram na categoria do Ecoturismo. Vários pontos foram avaliados, como: acolhimento do proprietários, responsabilidade com a sustentabilidade, plantações de alimentos orgânicos, entre outros.

Nesta quarta-feira (27/11) aconteceram visitas técnicas com a presença de três agricultoras vindas de Santa Rosa de Lima (SC) para constatar se as propriedades que participaram dos diagnósticos estão inseridas no contexto do ecoturismo.

A agricultora Neiva Ferreira Schmidt relata os passos necessários para a adesão. “Esta última avaliação do comitê verificador visa estabelecer se as propriedades, anteriormente visitadas, estão dentro dos padrões requeridos pela Acolhida na Colônia”, explica. “Possuímos normas que prevêem que estes locais devem ter as características rurais, caso contrário não serão admitidos”, completa.

Na primeira quinzena de dezembro, todos os participantes irão se reunir para saber qual foi a decisão final da comissão. Após, os credenciados irão receber o selo da Acolhida na Colônia. “Este ano já tivemos muitos avanços em Itapema. No Alto Areal, a estrada de acesso recebeu melhorias, foi instalada a Internet que antes não tinha, as propriedades investiram na infraestrutura para melhor atender ao turista”, aponta a Engenheira Agrônoma e Técnica da Acolhida na Colônia, Lucilene Assing.

Para a Secretária de Turismo, Cultura, Esporte e Desenvolvimento Econômico, Noeli Thomé, o projeto irá fomentar ainda mais o turismo na cidade. “Temos um grande potencial para investir no ramo do ecoturismo. Possuímos lugares lindos que preenchem a esta necessidade que é uma tendência mundial. O ser humano, hoje, percebe que é preciso voltar às suas origens e se desconectar para manter a saúde em dia. E nada melhor do que fazer isso em meio a natureza. Vamos avançar cada vez mais neste setor”, finaliza.