Por: Redação | 15/01/2021

O licenciamento de veículos novos passa a ter um reajuste de 40,4% para 2021 em relação ao ano passado a partir desta sexta-feira (15), no estado de São Paulo. O valor que havia aumentado de R$ 93,87 para R$ 98,91, com reajuste de 5,36 %, nos primeiros dias deste ano, agora será de R$ 131,80.

Para os carros usados, a taxa não muda, continua em R$ 98,91. O aumento será só para veículos 0 km adquiridos a partir desta sexta-feria (15).

Desde o dia 4 de janeiro, os motoristas podem realizar o licenciamento anual de seus veículos de forma antecipada. A antecipação pode ser feita até o dia 31 de março, a partir desta data, os licenciamentos devem ser realizados de acordo com o calendário referente a cada final de placa.

Pelo calendário, o licenciamento anual obrigatório no estado começa em 1º de abril e vai até dezembro, exceto para caminhões e tratores, cujos prazos vão de setembro a dezembro.

A taxa do seguro DPVAT não será cobrada em 2021, conforme decisão do CNSP (Conselho Nacional de Seguros Privados).

No estado de São Paulo, o licenciamento é feito digitalmente, sem necessidade de o contribuinte ir a uma unidade do Detran ou Poupatempo. A fim de ser em conjunto com o pagamento do IPVA, o órgão antecipou o prazo para licenciar o veículo.

Basta o proprietário informar o número do Renavam e pagar via internet banking, aplicativo ou caixa eletrônico nos bancos conveniados (Santander, Bradesco, Banco do Brasil, Safra, Itaú, Caixa Econômica Federal) e nas lotéricas.

Um dia após o pagamento, o CRLV (certificado de registro e licenciamento de veículo) estará disponível para download e impressão no item “Licenciamento Digital” nos portais do Poupatempo, Detran-SP e Denatran. Além disso, o usuário poderá acessar o CRLV por meio dos aplicativos Poupatempo Digital, Detran-SP e Carteira Digital de Trânsito. Então, é só salvar o documento no próprio celular ou imprimi-lo.

Se acaso o contribuinte não licenciar seu veículo até o último dia útil do mês referente ao número final da placa, haverá incidência de multa e juros. Inclusive, vale reforçar: todos os débitos do veículo devem estar quitados para realizar o licenciamento.