Por: Ricardo Gebeluca | 1 mês atrás

Nesta quarta-feira (1º), o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu prorrogar o inquérito das Fake News por um período de mais seis meses. A investigação tem por objetivo apurar a divulgação de notícias falsas contra integrantes da Corte.

O inquérito seria finalizado no dia 15 de julho, mas, de acordo com Moraes, é necessário que as investigações continuem até o dia 15 de janeiro.

A investigação foi aberta de ofício pelo presidente do STF, ministro Dias Toffoli, e foi alvo de um ação apresentada pelo partido Rede Sustentabilidade. Em junho, o plenário da Corte votou e, por 10 votos a 1, manteve a validade do inquérito das Fake News.

Desde que o inquérito foi aberto, foram executadas pelo menos 18 ações de busca e apreensão, além de 12 ordens para ouvir testemunhas ou suspeitos. Foram aplicadas ainda duas medidas restritivas.