Por: Ricardo Gebeluca | 19/11/2021

Em apenas duas semanas de obras as equipes a serviço da Águas de Bombinhas, contratadas para realizar as obras da implantação do sistema de esgotamento sanitário da cidade, já concluíram mais de 665 metros de instalação de tubulações. Nesta semana as frentes de trabalho se encontram em duas vias: Rua Castanheta, no Centro, e Rua Ovelha, no bairro José Amândio.

Com o objetivo de prevenir e minimizar ao máximo eventuais impactos no local, a equipe a serviço da concessionária instala sinalização adequada para orientar a população sobre o andamento das obras.

Para o prefeito de Bombinhas, Paulo Henrique Dalago Muller, as obras representam mais saúde, qualidade de vida e dignidade para a população. “Obras de saneamento básico é um compromisso da administração e imprescindíveis para o desenvolvimento do município”, declara.

A presidente da Águas de Bombinhas, Reginalva Mureb, lembra que a falta de saneamento ainda é a realidade para uma grande parcela da população brasileira e, além dos impactos causados ao meio ambiente, essa situação pode também acarretar o surgimento de doenças. Conforme dados divulgados pelo Instituto Trata Brasil, apenas 46% do país possui algum tipo de saneamento básico.

“O esgoto, quando coletado e tratado corretamente, traz vários benefícios à população, ajudando no combate à mortalidade de peixes, preservando o curso dos rios e mares, os quais, por sua vez, refletem na saúde da população”, acrescenta o diretor executivo da concessionária, Rodrigo Lacerda. Além disso, o descarte incorreto do efluente pode causar doenças, tais como: cólera, leptospirose e hepatite.

Cronograma de obras

As obras, que iniciaram pela rua Leão, no bairro José Amândio, e devem seguir o cronograma até o início da temporada de verão. Além da Castanheta e da Ovelha, nesta primeira etapa, a Águas de Bombinhas fará a instalação da rede de esgoto nas ruas Pescadinha, no bairro Centro, além das Ruas Zebra, Tamanduá Mirim e Tamanduá Bandeira.

Ainda de acordo com o cronograma, as obras de construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), assim como a implementação do restante da rede deve iniciar em 2022, tão logo a temporada de verão se encerre.