Por: Ricardo Gebeluca | 10/10/2017

O Café Du Centre, Itapema/SC, realizou o 1º curso de barista para portadores de Síndrome de Down. Durante quase três horas, seis alunos da APAE vivenciaram um mundo sem limites. Aprenderam todo o processo para a confecção do café. Da torra as misturas, puro ou com leite. Com idade entre 20 e 50 anos, os alunos avaliaram o experimento:“Esse é o dia mais feliz de nossas vidas”.

O curso foi ministrado por Carlos Henrique Ramos dos Santos, barista profissional, especializado em preparar café expresso de alta qualidade criando novos sabores e estilos unindo frutos e outras bebidas.” Um dos principais requisitos para uma pessoa se tornar um barista é entender os grãos do café, o processo de torra, saber operar uma máquina de café expresso”, disse o professor.

Todas essas práticas como moagem, confecção e decoração foram repassadas ao grupo, com degustações durante todo o processo de aprendizado. Os alunos Janine Antunes (22), Cleandro Hilleshain (33), Fernanda Tarosso (38), Michel Pinheiro (29), Juliano dos Santos (21) e Flávio Silva (49) foram acompanhados pela diretora Zeli Iachinski e a psicóloga, Jaqueline Borella.

A diretora da APAE, Zeli declarou que os alunos ficaram eufóricos com a oportunidade e inclusive já comentam sobre a inclusão deles no mercado de trabalho. Antes mesmo do término do curso, Janine Antunes já se dizia pronta para trabalhar.  “Esse é o meu sonho, trabalhar, ser útil”, declarou.

Acompanhando a filha Fernada Tarosso, (38), Leonita Aparecida Tarosso conta que a jovem ficou bastante empolgada “Ela é muito ativa e adora aprender. Essa vivência é fundamental e proporciona novas descobertas e quem sabe poderá abrir portas no mercado de trabalho. E eu fiz questão que ela viesse porque oportunidades como esta que o Café du Centre está oferecendo aos portadores de necessidades especiais é única”, declarou.

O projeto faz parte de uma série de ações inclusivas a serem desenvolvidas pelas empresárias Bruna e Paula Vieira, proprietárias da marca Café Du Centre, criada há 3 anos, em Itapema/SC com franquias em Balneário Camboriú/SC,  Blumenau/SC, Curitiba/PR, Francisco Beltrão/PR, Joinville/SC, Maringá/PR, Cascavel/PR, Chapecó/SC, Gramado/RS. Em breve serão inaugurados os cafés de Londrina/PR, Campo Grande/PR e São Paulo/SP. E, em 2018, a primeira franquia internacional, em Londres.

Para a empresária Bruna Vieira, psicóloga por formação, as pessoas especiais apresentam muita vontade “São jovens interessados e alegres superando qualquer deficiência com muita atenção e interesse”, explicou, acrescentando que muitos empresários desconhecem o talento das pessoas com deficiência e perdem a oportunidade de inseri-las no mercado de trabalho.

A sócia Paula Vieira, disse que esse foi o primeiro desafio, mas muitos outros estão projetados visando à inclusão de pessoais especiais.”Esse é um tema cada vez mais discutido e pode ser considerado por parte das organizações um cumprimento da Lei, uma estratégia e um novo projeto social ”, destaca.

 

Decorado com balões dourados, o Café Du Cente abriu as portas pela primeira vez no período da manhã. Os ilustres convidados foram recepcionados com deliciosos quitutes: pão de queijo, croissant de diversos sabores (carro chefe da casa), pastas, bombons. O café foi preparado por eles próprios, os aprendizes de chefs, que receberam de brinde camisetas personalizadas do Café Du Centre e pó de café moído.