Por: Ricardo Gebeluca | 25/06/2020

Um exemplo emocionante ganhou destaque na mídia estadual está semana. Uma idosa de 65 anos, Marlene Scheurech, que está em tratamento contra um câncer no Hospital Santo Antônio, na cidade de Blumenau, produz peças de crochê para doar aos recém-nascidos da unidade.

Antes mesmo das sessões de quimioterapia, Marlene já ajudava instituições, participando ativamente de ações sociais do hospital, confeccionando durante anos polvos de crochê do projeto Octo, que traz conforto aos bebês que nascem no local.

Ellen Santana, fisioterapeuta, arrecada as linhas de crochê para entregar a paciente, que também recebe doações de uma empresa de linhas.

Assim, a paciente não deixou de fazer o que gosta mesmo em uma situação difícil. São suéteres, toucas, meias, luvas e os famosos polvos produzidos enquanto as sessões de quimioterapia acontecem.