Por: redação | 1 mês atrás

O Inter prepara o anúncio do novo técnico para comandar o time até o final de 2019. A diretoria colorada acertou a contratação de Zé Ricardo para assumir a equipe até o final da temporada. O último trabalho do técnico foi pelo Fortaleza, ainda neste ano.

A negociação foi finalizada em uma reunião na tarde desta segunda-feira. Falta apenas a assinatura de contrato e o anúncio oficial do clube. A apresentação está prevista já para esta terça-feira.

No começo da tarde desta segunda-feira, o comentarista da RBS TV Maurício Saraiva noticiou a negociação do clube gaúcho com Vanderlei Luxemburgo, do Vasco da Gama. Em contato com a reportagem, a diretoria colorada negou ter feito uma proposta pelo treinador, que também foi taxativo: fica no Cruz-Maltino até o final do ano.

O nome de Zé Ricardo está em pauta no Inter desde a demissão do técnico Odair Hellmann, há pouco menos de duas semanas. Inicialmente, ele ficou em segundo plano. A diretoria colorada pretendia contratar um nome para assumir de imediato e seguir no comando para 2020 e sondou Roger Machado, do Bahia, e Tiago Nunes, no Athletico-PR. Sem sucesso.

Após as negativas, os esforços se dirigiram à Argentina. Em Buenos Aires, uma comitiva do clube tentou a contratação imediata de Eduardo Coudet, do Racing. O técnico gostou do projeto apresentado pelo Inter, mas disse que não deixaria a equipe de Avellaneda neste momento.

Sem acerto por Coudet, a diretoria bancou a permanência do interino Ricardo Colbachini até este domingo, na derrota por 1 a 0 para o Vasco. A possibilidade de contratar um técnico “tampão”, para comandar a equipe até o final da temporada, passou a ganhar força desde então.

A diretoria colorada divergiu em duas correntes, com dois nomes em vista. Além de Zé Ricardo, Lisca também esteve em pauta. Ao que tudo indica, o primeiro deve comandar a equipe ao menos até o final do ano.

O último clube de Zé Ricardo foi o Fortaleza. O técnico assumiu o Tricolor de Pici com a missão de substituir Rogério Ceni, mas durou pouco no cargo. Foram apenas sete partidas, com quatro derrotas, dois empates e uma vitória.

Antes do Fortaleza, Zé abriu o ano no comando do Botafogo. O técnico acabou demitido após a eliminação para o Juventude na Copa do Brasil. Ao todo, foram 41 jogos, com 17 vitórias, 11 empates e 13 derrotas e 55,2% de aproveitamento em oito meses.

O carioca de 48 anos iniciou a carreira como treinador como interino do Flamengo em 2016. Na Gávea, ele trabalhou com Rodrigo Caetano. Ele acabou efetivado pelo Rubro-Negro após uma boa campanha no Brasileirão. No ano seguinte, foi campeão carioca pelo clube, mas acabou demitido em agosto.

Dias mais tarde, Zé Ricardo assinou contrato com o Vasco da Gama e levou o Gigante da Colina à Libertadores do ano passado.