Por: Redação | 31/08/2020

Segundo reportagem do jornal VipSocial, capturas de tela de celular da mulher que matou a jovem Flávia Godinho Mafra, mostram que ela teria sondado outras gestantes da região, na tentativa de escolher a possível vítima.

A mulher assassinou Flávia nesta quinta-feira (27) e retirou o bebê de 36 semanas da barriga da vítima com um estilete. A ideia era ficar com a criança.

Em uma das imagens, a mulher entrou em contato com uma grávida, no dia 27 de julho, e fez perguntas sobre a gravidez. Ela ainda pergunta sobre o local onde a grávida estaria morando e o prazo para o nascimento.

As características de gestação de Flávia são semelhantes ao da gestante que foi questionada pela assassina confessa. Há informações de que outras grávidas receberam mensagens da mulher neste ano. Segundo a Polícia Civil, a assassina sofreu um aborto no começo do ano e vinha planejando o crime há pelo menos dois meses.

Fonte: VipSocial